Ads Top

Defensoria pública de SP pede punição para Ratinho por suposto vídeo homofóbico



Na semana passada, Ratinho fez um vídeo criticando a obsessão da Globo em por homossexuais em novelas  e, após críticas, fez um vídeo se explicando. Entretanto, a Defensoria Pública de SP considerou que suas falas têm teor homofóbico e ofereceu uma denúncia administrativa na Secretaria de Estado de Justiça e Defesa da Cidadania contra o apresentador. A atuação é do Núcleo Especializado de Defesa da Diversidade e da Igualdade Racial da Defensoria Pública.
No vídeo, publicado em seu Instagram no dia 3 de janeiro, Ratinho fala: “Eu estava aqui vendo a novela da Globo, aquela coisa de cangaceiro e tal. Mas poxa, a Globo colocou ‘viado’ até em filme de cangaceiro, gente? Naquele tempo não tinha ‘viado’ não. Você acha que tinha ‘viado’ naquele tempo? É muito ‘viado’: é ‘viado’ às seis da tarde, é ‘viado’ às oito da noite, é ‘viado’ às nove da noite, é ‘viado’ às dez da noite, é muito ‘viado’. Eu não sei o que está acontecendo, não tem tanto ‘viado’ assim. Ou tem? Será?”

O defensor público Rodrigo Leal da Silva, autor da denúncia, justifica que a fala de Ratinho “é uma verdadeira exposição ampla via internet de ofensas homofóbicas contra os homossexuais de forma geral, tomando a homossexualidade masculina como algo negativo e ruim que, necessariamente, desqualificaria e depreciaria a programação de uma emissora”.

A Defensoria pede que a Secretaria de Estado de Justiça e Defesa da Cidadania instaure um processo administrativo e, ao final do procedimento, aplique multa ao apresentador por discriminação homofóbica, com fundamento na Lei Estadual nº 10.948/2001, que prevê punições administrativas para pessoas físicas e jurídicas por atos de preconceito por orientação sexual.

Não é ofensa quando um militante LGBT introduz simbolo religioso em partes íntimas, mas quando um apresentador expressa sua opinião, sendo que em nenhum momento ele ofendeu os homossexuais, é considerado ofensa. Já chegamos na época ou voltamos na época onde é proibido expressar opiniões ?

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.